Coluna

– Jornalismo com opinião

<

”A ditadura voltou, graças a Deus”. GCM diz frase antes de deter estudante

Publicado por: em 16/10/18 6:11 PM

Segundo relato nas redes sociais, a estudante Marcela Carbone e
 João Pedro Buzalski, estudante da Universidade de Campinas (UNICAMP), estavam distribuindo panfletos pró-Haddad na tarde desta terça-feira (16) na rua em frente ao Terminal Central de Campinas, quando foram abordados por um guarda municipal que afirmou não ser permitido panfletar ali.

A estudante então informou que já tinha feito campanha ali em outras oportunidades, inclusive no 1 turno dessas eleições.

A explicação, segundo testemunhas, foi o suficiente para que ela fosse constrangida outros guardas também presentes que, acusaram ela de cometer desacato por questionar os pormenores da lei.

A situação gerou uma aglomeração de populares que  estavam querendo entender o que estava ocorrendo. Em dado momento os jovens afirmaram que tal atitude era autoritária e que se assimilava a uma volta da ditadura militar, ao que o guarda respondeu “Sim, a ditadura militar voltou, graças a Deus”.

Após a fala do guarda ambos foram levados para o 1º distrito policial e de lá encaminhados para a Polícia Federal. a Polícia Federal. Ambos aguardam para prestar depoimento.

A guarda Municipal de Campinas afirma, apesar de testemunhas negarem, que os estudantes faziam campanha dentro do terminal, o que é proibido por lei.

Veja também: Levantamento inédito mapeia propagandas nazistas pró-Bolsonaro pelo Brasil

Cleber Lourenço
Editor-chefe, fundador e colunista desse site que tem como objetivo questionar e denunciar.
Entre em contato: cleber@acoluna.co
Cleber Lourenço on EmailCleber Lourenço on FacebookCleber Lourenço on Twitter
banner com links