Coluna

– Jornalismo com opinião

<

Primeiro-ministro judeu defende Hitler

Publicado por: em 21/10/15 8:42 PM

Sim, enquanto Hitler se revira no túmulo de baixo da terra, ele é defendido por um Judeus que ensinou ao mundo que o ódio pode ser maior que o bom senso e a decência histórica. O judeu? Benjamin Netanyahu, primeiro-ministro de Israel, a autoridade máxima do país, a pessoa que deveria ter o mínimo de responsabilidade com o que fala foi autor da mais controvertia fala dessa semana.

“Hitler não queria exterminar os judeus naquele momento, ele queria expulsá-los. E Haj Amin al-Husseini foi até Hitler e disse: ‘se você expulsá-los, eles virão todos aqui [à Palestina]”, contou Netanyahu. Segundo o líder israelense, Hitler teria então perguntado: “o que eu deveria fazer com eles?” e Mohammad Amin al-Husayni, o grão-mufti teria respondido: “queime-os”.

A ignóbil declaração foi dada no 37º Congresso Sionista Mundial em Jerusalém, onde basicamente Netanyahu absolveu Hitler de seu crime e o colocou em uma posição de uma simples marionete do “perigoso” (notem as aspas) povo palestino, tentando também justificar o massacre do povo palestino na mais recente onda de violência que deixou 46 palestinos mortos das formas mais arbitrárias e injustificáveis possíveis.

É muito triste ver a que nível o ódio chegou não só no Brasil mas no mundo.

Redação A Coluna
banner com links